Primeira Impressão


Primeira Impressão

Primeira Impressão, Presença, Parecer (Physical Evidence)

Devido à natureza intangível da prestação de serviços, os Clientes, consciente e inconscientemente, procurarão indicações físicas que evidenciem a qualidade do trabalho ofertado. Decoração ambiente, adequação de ruído, asseio, temperatura, privacidade, conforto, qualidade de material empregado, apresentação pessoal do Terapeuta Holístico são fatores que influenciam diretamente naquela percepção, que de acordo com o ditado popular, "é a que fica", ou seja, a Primeira impressão.

Um consultório "improvisado" passará igual interpretação quanto ao seu trabalho... Certamente que um computador para armazenar os dados de seus Clientes transmite maior credibilidade do que se tudo for preenchido em um papel qualquer. Revistas da semana e jornal do dia na recepção transmitem que você é um profissional atualizado, enquanto o oposto se dará com aquelas edições envelhecidas tão comum em consultórios... Quem tem "e-mail" para contato e "homepage", com certeza causa impressão melhor do que aqueles que ainda não entraram no território da Internet. Seu cartão de visita também diz muito sobre você, bem como seu BRT - Bloco de Recomendação Terapêutica (principalmente se não tem nem um, nem outro...). Quanto à sua apresentação pessoal, tem que estar "transpirando bem-estar pelos poros", afinal, se não funcionaram nem em você mesmo, como convencer sobre a qualidade da técnicas para aplicação em terceiros ?...

Para refletir:

Branco, só para a paz... No linguajar de delegados de polícia e promotores, sempre que acusam alguém de "exercício ilegal de medicina", costumam descrever desta forma os indiciados: "... o elemento, trajado de médico, atendeu as vítimas em...". Ou seja, o simples fato de estar de branco já serve como indício de que tentou mascarar sua real atividade, fazendo-se passar por membro da medicina. Acompanhamos dezenas de depoimentos de testemunhas e vítimas que sinceramente acreditaram estar perante médicos, tanto pelo "branco", quanto pelo linguajar, quanto por ser chamado de "doutor" até pelos funcionários. O Terapeuta Holístico só tem a perder se for confundido com um Médico: perde seu DIFERENCIAL, perde por entrar "de carona" num mercado que não é o nosso ideal, pois está super-lotado e mal pago, perde a credibilidade perante os Clientes (que no mínimo irão embora por se sentirem enganados) e a médio prazo, perde também a liberdade, pois crime de exercício ilegal de medicina pode culminar em prisão. E, na hipótese de que seus Clientes saibam plenamente que o Terapeuta Holístico NÃO é Médico, o trajar de branco passará então uma outra conotação: a de subalterno, pela simples analogia ao que ocorre nas casas de saúde "se está de branco e não é médico, então é algum simples auxiliar deste"... O Terapeuta Holístico é um profissional que não está subordinado a nenhum outro, que pode trabalhar em paralelo com um Médico ou independente deste, já que não atuam sobre o mesmo paradigma. As roupas auxiliam a mostrar sua AUTONOMIA; aproveite mais esta ferramente para demonstrar PERSONALIDADE, o que não combina com nenhum "uniforme"...

Contando "causos": em recente assessoria de Marketing, recebi fotos de um consultório para avaliação, que mostravam profissionais saudáveis, sorridentes, macas e lençóis impecáveis... Até aí, ótimo ! Contudo, próximos ao rodapé das paredes, havia rachaduras e manchas na pintura (mofo ?), o que induziria o Cliente a imaginar se existe mais algo de errado oculto sob as aparências... Também aos estarem parcialmente trajados de branco, parecia estar "uniformizados", o que, via de regra, transmite a idéia de serem "subalternos" (o que dificulta e muito para estabelecer-se bons honorários...) ou de, ainda, não terem verba para se vestirem adequadamente, passando a encobrir suas roupas com jalecos e aventais. Quanto mais a roupagem transmitir sua PERSONALIDADE, maiores as chances de transparecer o seu DIFERENCIAL, e menor a probabilidade de ser trocado por "outro". O "uniforme" transmite a falsa idéia de "igualdade" (no mal sentido), ou seja, de que "tanto faz este ou aquele profissional", o que em nada auxilia para o objetivo de atrair, conquistar, supreender e MANTER uma "carteira de Clientes" fiéis.

Já que trabalham com Acupuntura, um ponto positivo era o fato de terem pias à disposição em cada cômodo, o que reforça a idéia de boa higienização ambiente. Contudo, um ponto negativo que pode por tudo a perder: a ausência de lixeira especial para descarte de material infecto-contagioso (o que é uma exigência legal e das próprias NTSV - Normas Técnivas Setoriais Voluntárias), além de farto material de esterelização, que pode induzir o Cliente a suspeitar de algo inaceitável nos dias de hoje: o "reaproveitamento" de agulhas...

Jamais subestimem a influência dos sinais subliminares que se originam da interpretação (consciente e inconsciente) que seus Clientes empreendem do ambiente físico de seu consultório.

Além de sensação de bem-estar, sucesso e qualidade, é importante que a Primeira impressão também inclua a sensação de SEGURANÇA. O Terapeuta Holístico deve inspirar CONFIANÇA utilizando de suas CREDENCIAIS, ou seja, valorize-se ostentando em seus impressos o seu CRT - Carteira de Terapeuta Holístico Crendenciado, além de somar CREDIBILIDADE e ATUALIZAÇÃO ao manter visíveis seus Certificados de Conformidade Técnica em Terapia Holística e nas demais Modalidades individuais com as quais assumiu o compromisso público de ética e qualidade de manter-se sempre adequado às NTSV - Normas Técnicas Setoriais Voluntárias da Terapia Holística, e ainda seus Certificados de Terapeuta Holístico Credenciado (renovável anualmente) e Certificados dos Eventos Oficiais da Terapia Holística (promovidos anualmente pelo órgão OFICIAL da categoria, ou seja, o SINTE). Lembre-se que o perfil de nosso público é composto por pessoas de bom grau de instrução, que conhecem muito bem os princípios da CERTIFICAÇÃO, ou seja, aqueles produtos ou serviços que buscam ir ALÉM de suas obrigações, fazendo questão de compromissar-se com Normas Voluntárias ainda mais exigentes, em respeito ao consumidor e à sociedade. Entre optar pela compra de, por exemplo, um brinquedo sem certificação alguma e outro com Certificado do INMETRO, e dentre estes, os que também somem o Selo da ABRINQ ou do Greenpeace, toda pessoa consciente optará por estes...Estes fatores DIFERENCIAIS são simplesmente essenciais para conquistar a Clientela.

Última atualização:
2007-06-27 13:38
Autor: :
SINTE SINDICATO DOS TERAPEUTAS
Revisão:
1.0
Avaliaçãoo mídia: 4.67 (6 Votos)

Não pode comentar este artigo

Chuck Norris has counted to infinity. Twice.