Prestação de Serviços


Prestação de Serviços

Produto (Product) ou, neste caso, Prestação de Serviços

Se nossos Clientes potenciais estivessem interessados em alguém vestido de branco, falando de "doenças", pedindo "exames" e passando "remédios", eles estariam muito bem servidos com os quase 300 mil MÉDICOS brasileiros, disponíveis inclusive gratuitamente nos postos de saúde, ou ainda em condições bastante acessíveis nvia planos de saúde... Quando procuram a Terapia Holística, buscam justamente o DIFERENCIAL, alguém que os ouça, que possua uma abordagem integral, explicações "energéticas", técnicas milenares, que promova o AUTO-CONHECIMENTO e a QUALIDADE DE VIDA. O perfil básico do Cliente de Terapia Holística é composto por pessoas de bom poder aquisitivo, ou seja, JÁ possuem seus médicos de confiança e buscam complementar o atendimento com aquilo que não encontraram nos consultórios "convencionais". Por isso, quanto mais o profissional apresentar-se como TERAPEUTA HOLÍSTICO, quanto mais tornar-se DISTINTO das demais profissões, maiores serão suas oportunidades de Clientela.


É um grande erro mercadológico "emprestar" comportamento e aparência de OUTRAS profissões.

Se um colega atende "parecendo médico" ele estará indo para o último lugar de uma "fila" com mais de 300 mil "concorrentes" (além de expor-se a sofrer acusações de "exercício ilegal de medicina"...). Se claramente identificar-se como TERAPEUTA HOLÍSTICO, entrará numa "fila" com metade dos concorrentes (150 mil); ao conquistar e usufruir em suas divulgações de sua CRT - Carteira de Terapeuta Holístico Credenciado, você já superou mais de 140 mil desta "fila" e se também fizer jus aos Certificados de Conformidade Técnica em Terapia Holística (e aos especializados para cada técnica), fará parte da elite diferenciada onde há apenas 5 mil "concorrentes" em todo o Brasil.

Basta observar os "desesperados" esforços de certos grupos integrantes de Conselhos de outras profissões, em tentar MONOPOLIZAR as técnicas que o Terapeuta Holístico pratica, para se ter certeza de que estamos no caminho certo...

Devemos exercitar nosso DIFERENCIAL a cada gesto, a cada palavra, a cada momento de nosso trabalho. Prestigiar técnicas como Cromoterapia, Reiki, Terapia Floral, Reflexologia, dentre muitas outras, que são proibidas aos médicos e psicólogos (jamais por nós, mas por seus próprios Conselhos representativos...) contribuem para que foquemos em uma parcela de mercado de menor concorrência. Quanto ao exercício de procedimentos que são simultaneamente partilhados por várias outras profissões distintas, como é o caso da Acupuntura, Fitoterapia e Terapia Corporal, torna-se ainda mais importante DIFERENCIAR-SE. Enquanto um médico tenderia a, por exemplo, aplicar Acupuntura em muitos pontos pré-determinados por tabelas para tratar de uma "bronquite" que diagnosticou, um Terapeuta Holístico selecionaria uns poucos pontos através da pulsologia, detectaria o desequilíbrio energético do meridiano do pulmão, abordaria durante o Aconselhamento as possíveis emoções de tristezas inerentes a este tipo de desarmonia... E, se bem inteirado sobre as NTSV - Normas Técnicas Setoriais Voluntárias da Terapia Holística, ainda tilizaria agulhas descartáveis de uso único, com recipiente de descarte adequado e devidamente sinalizado, conquistando ainda mais a confiança de seus Clientes.

Para refletir:

Cada um de nós deve desenvolver igualmente seus "diferenciais exclusivos", ou seja, aquele "toque pessoal" que pode ser decisivo para encantar seus Clientes.

Contando "causos": como diferencial, meus Clientes eram convidados a participar dos "workshops" que ministrava, além de serem presenteados com livros de minha autoria, o que lhes proporcionava maiores subsídios para compreender melhor o próprio desenrolar de seus processos terapêuticos, além de ampliar o grau de credibilidade e confiabilidade que os mesmos investiam no consultório.

Última atualização:
2007-06-27 13:35
Autor: :
SINTE SINDICATO DOS TERAPEUTAS
Revisão:
1.0
Avaliaçãoo mídia: 4.6 (5 Votos)

Não pode comentar este artigo

Chuck Norris has counted to infinity. Twice.