TERAPIA ENERGÉTICA INSTANTÂNEA


TERAPIA  ENERGÉTICA 

INSTANTÂNEA 
 
 

Seiiti Arata - Terapeuta Holístico – CRT 31513 
 

SINTE – Sindicato dos Terapeutas

Holística 2007 
 

São Paulo - SP

2007 

 

SUMÁRIO 

INTRODUÇÃO         4 

CAPÍTULO 1         5

Corpo humano multidimensional       5

Sombra: um corpo reflexo        6

Corpo físico: sombra do Corpo Emocional      6 

CAPÍTULO 2         8

Energia          8

Energia condensada         9

Energia Sutil          9 

CAPÍTULO 3         10

As sete camadas energéticas de um indivíduo     10

Corpo Físico (1): Energia Condensada      10

Corpo Etérico/Duplo Etérico (2): Camada energética de conexão   10

Corpo Astral/Emocional (3): compõe o caráter     10

Corpo Mental Instintivo (4): herança genética     11

Corpo Mental Cósmico (5): define a individualidade única    11

Corpo Mental Intelectual (6): adquirida pelas experiências e livre arbítrio  11

Corpo Espiritual (7): conectado com energias mais sutis do Universo  13

Outras dimensões mais sutis e elevadas      13 

CAPÍTULO 4         14

Tratamento Energético através da camada energética (duplo etérico)  14

Importância das boas condições da camada que conecta ao corpo físico  14

Terapia Energética Instantânea        15

Vantagens do tratamento emergencial        15 

CAPÍTULO 5         16

Inter-relação entre corpos energéticos        16

Corpo Emocional como reflexo do Corpo Mental     16

Necessidade do aperfeiçoamento Espiritual      17 

CAPÍTULO 6          18

Primeiros Socorros/Pronto atendimento por tratamentos energéticos   18

Trabalhando com o Corpo Etérico e seus resultados no Corpo Físico  18

Tratamento emergencial de cinco minutos, tirando da crise aguda   18

Tratamentos posteriores ao emergencial      18 

CAPÍTULO 7         19

O que pode ser tratado pela Terapia Energética Instantânea    19

  1. Cabeça         19
  2. Garganta         19
  3. Pescoço (cervical)        19
  4. Ombros         20
  5. Braços, antebraços, mãos e dedos      21
  6. Costas (dorsal)        21
  7. Costas (lombar)        22
  8. Ciático          23
  9. Joelho          23
  10. Pernas          24
  11. Tornozelo, pé e artelhos       24
  12. Aparelho digestivo        24
  13. Aparelho respiratório        25
  14. Tosse          26
 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS      26 
 

INTRODUÇÃO 

 

Em muitos anos de dedicação ao estudo de terapias holísticas, sempre me perguntei:

“Qual é o meio mais rápido e eficiente de tratar problemas de saúde que pedem uma solução urgente?”. 

O Programa Terapia Energética Instantânea ensina as técnicas práticas necessárias para superar os obstáculos nos tratamentos energéticos emergenciais, direcionando o terapeuta no caminho do sucesso imediato em diversos problemas de saúde. 

Demorei anos para adquirir novas descobertas e técnicas de ponta e as reunir em um programa conciso que amplifica o sucesso do trabalho de terapia. 

Apresento aqui um procedimento que pode ser aplicado instantaneamente em qualquer situação (consultório, estabelecimentos comerciais, casa de amigos e mesmo em espaços de lazer em que um imprevisto pode ocorrer, como em um barco em alto-mar, um acampamento, uma praia distante, uma festa de aniversário... enfim, qualquer situação em que não é possível ou conveniente levar a pessoa imediatamente a um consultório). 

O Programa que é aqui apresentado está estruturado para equipar o terapeuta com os elementos essenciais para torná-lo capaz de prestar atendimento a qualquer hora, independentemente de instrumentos que não sejam sua mente e suas próprias mãos. 

Meu estudo em diversas áreas da terapia holística permite afirmar que desconheço qualquer programa de resultados tão efetivos com técnicas práticas que podem ser utilizadas imediatamente. O Programa Terapia Energética Instantânea amplifica seu conhecimento, habilidade e recursos para qualquer situação. 

O método está dividido em duas partes que são rapidamente apresentadas: a primeira é uma introdução conceitual que desenvolve a base fundamental de trabalho. A segunda parte é a aplicação prática para os problemas de saúde mais corriqueiros. 

Antes de começarmos a parte conceitual, vou fazer algumas perguntas: 

E se eu dissesse que centenas de milhões de pessoas passam por um desequilíbrio energético de alguma natureza a cada dia? 

E se eu dissesse que a maioria delas não tem a menor idéia do que está acontecendo com seus corpos? 

E se eu dissesse ainda que a grande maioria dos tratamentos holísticos podem ser classificados como tratamentos energéticos, objetivando alcançar o equilíbrio do sistema de energia das pessoas tratadas? 

Que, em última instância, tudo é energia? 

Sim, eu estou falando do conceito de energia e a sua relação com a matéria, que será abordada no Capítulo 2.

 

CAPÍTULO 1 
 

Corpo humano multidimensional 

Para se buscar uma melhoria na qualidade de vida não basta zelar apenas pelo corpo físico. O que denominamos corpo físico e que está compreendido internamente à pele(*), não é tudo que somos e sim apenas uma de nossas manifestações. Os demais corpos envolvem o corpo físico se apresentam em forma de camadas energéticas sutis. 

(*) Até para se definir o que é internamente à pele necessita de reflexão:

Tomemos como exemplo o nosso roto: - com a boca fechada é fácil imaginarmos a parte externa e a interna. Entretanto, mantendo-se a boca aberta, uma formiguinha que caminha por sobre a parte externa de nossa face, pode perfeitamente entrar e caminhar por todo o céu da boca que era considerada como nossa parte interna (boca fechada). 

Se ao invés da formiguinha, imaginarmos o ar que respiramos, que está em contato com o nosso corpo físico através de nossa pele, pode penetrar o nosso corpo através das vias respiratórias e chegar aos órgãos que chamamos de internos, tal qual a formiguinha. E o oxigênio que é um dos componentes do ar, chega a todas as nossas células. 

Então, que parte do nosso corpo é considerado interno ou externo em relação ao ar? E se analisarmos a nossa pele cheia de poros, que nada mais são do que nossas aberturas?

Se pudéssemos enxergar o nosso corpo como um conjunto de partículas atômicas, teríamos a exata noção de que somos um corpo de vazio! E para que este nosso vazio esteja em harmonia dependemos de uma coisa chamada de homeostase energética. 

Uma observação mais atenta ao corpo físico nos possibilita avaliar como as demais camadas mais externas estão, pois o corpo físico é apenas o reflexo das influências das outras camadas mais externas. Quando um corpo físico está enfraquecido e com disfunção acentuada é porque as outras camadas já se encontram muito comprometidas. 

Um exemplo bastante comum é o que se passa com o estômago que se debilita por problemas emocionais, causando grandes distúrbios. Não basta tomar medidas apenas fisiológicas como cicatrização de algumas feridas eventualmente detectadas, pois são apenas sintomas e não as causas. Deve-se trabalhar buscando o fortalecimento da camada emocional. 

Por exemplo: quem fica excessivamente irritado por problemas de trânsito congestionado dispara um turbilhão de desordens internas envolvendo hormônios, enzimas e outros agentes prejudiciais ao bom funcionamento energético do organismo. O que se faz necessário é criar um mecanismo para neutralização das emoções nocivas ao corpo, pois o problema que atacou o estômago é apenas o reflexo do distúrbio emocional.

Mas como fazer com que o indivíduo não reaja com tanta cólera diante de um fato cada vez mais corriqueiro? – Há que se tratar o seu corpo mental, pois a camada emocional é simplesmente um reflexo da camada pertencente ao corpo mental. Assim, para se tratar o estômago irritado, há que se tratar a parte mental do indivíduo. 

O corpo mental tem basicamente três compartimentos, que dentre diversas nomenclaturas: o instintivo, o cósmico e o intelectual. Entretanto, só é possível atuar apenas no último, e que depende do livre arbítrio. Há necessidade de uma verdadeira reprogramação da mente implementando mecanismos que propiciem resultados de reações favoráveis para o corpo físico. No caso exemplificado, há que se substituir o programa: (“o trânsito me deixa nervoso!”) por outra programação mais inteligente: (“hoje em dia, nem ligo para os problemas de trânsito!”).    – Pronto. Está resolvida a questão crucial. 

Esta camada de mente intelectual precisa ser continuamente fortalecida. Pois, analogamente a uma musculatura, o desuso “atrofia” seu desempenho. O enfraquecimento desta mente intelectual permitirá a predominância das outras duas mentes: a instintiva e a cósmica, e que são mobilizadas predominantemente por impulso. 
 

Sombra: um corpo reflexo 

É importante para melhor compreensão do tema proposto observar-se o comportamento de uma sombra. Na maioria das vezes nem prestamos tanta atenção.  A sombra é uma figura bidimensional, mesmo que o corpo que a projeta seja tridimensional. Para que possamos alterar o desenho formado pela sombra, não adianta tentar qualquer coisa com a mesma e, sim, alterar o corpo que está projetando aquela sombra.  

Da mesma forma podemos fazer analogia com nosso corpo físico, como se fosse sombra de um corpo com mais dimensões. Temos que mudar o que está projetando a correspondente imagem refletida e que possa estar nos afetando desfavoravelmente. 
 

Corpo físico: sombra do Corpo Emocional 

Assim como o Corpo Físico é sombra do Corpo Emocional, este é também sombra do Corpo Mental e que, também é sombra do Corpo Espiritual ou outros mais sutis. Existem literaturas que afirmam existir mais de vinte camadas energéticas, mas se pudermos administrar as sete dimensões mencionadas anteriormente já será um grande passo. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

CAPÍTULO 2 

As ciências modernas estão somando ao antigo conceito newtoniano (de Isaac Newton) a visão einsteiniana (de Albert Einstein), tornando-se muito mais eficazes. 

A rigor, se considerarmos a composição de nossos corpos físicos, todos sabemos que predominantemente somos mais água do que outra coisa. Estima-se que em peso somos aproximadamente setenta por cento constituídos por água (H2O). São dois átomos de hidrogênio que se agrupam com um átomo de oxigênio através de forças de atração entre partículas. 

Conforme modelo clássico, ambos os elementos hidrogênio e oxigênio são constituídos de certo número de prótons, nêutrons e elétrons, e as diferenças de quantidades destas partículas é que os diferenciam. Tanto num como noutro, em sua constituição, o que predomina é o vazio, pois a sua massa é uma insignificante partícula (aglomerado de prótons e nêutrons) que fica no centro de uma nuvem formada pela vibração de elétrons e de massa desprezível. 

O modelo é muito semelhante ao de outros grandes corpos onde predomina o vazio, como o Sistema Solar, outros eventuais sistemas semelhantes ao que habitamos: a Via Láctea, a nossa Galáxia e outras eventuais Galáxias, que possivelmente devem existir. Como o que predomina é o vazio, podemos admitir que tudo que se conhece, provavelmente seria apenas uma manifestação energética. 

Assim, o nosso corpo físico passou a ser denominado de energia condensada, embora não seja tão condensada assim, visto que somos do ponto de vista de matéria: um grande vazio. As outras formas de energia são denominadas sutis, por serem menos condensadas. 

Einstein formulou a equação E=m.c2 (Energia é igual à massa multiplicada pela velocidade da luz ao quadrado). Então, pode-se afirmar também que m=E/c2 (Massa é igual à energia dividida pelo quadrado da velocidade da luz). Portanto, o que estamos acostumados a chamar de uma quantidade de massa nada mais é do que a manifestação de uma quantidade de energia dividida por um número muito grande. 

A partir desta nova visão propiciada pela genialidade de Einstein, e da física quântica, hoje, podemos entender com clareza, os fenômenos que afetam os nossos corpos. 
 

Energia 

Não há como se fugir do conceito de energia envolvendo as minúsculas partículas atômicas assim como suas sub-partículas carregadas ou não energeticamente como prótons, elétrons, nêutrons, pósitrons e outras. 

Assim como o Sistema Solar com o Sol ao centro e todos os seus planetas orbitando à sua volta ser predominantemente um grande vazio, assim o é a Via Láctea, a Galáxia, e o Universo. Assim também é o nosso corpo físico por ser constituído de partículas atômicas, igualmente, com predominância de vazio. Portanto, somos também basicamente energia! 

Corpos energéticos produzem campos energéticos, assim como uma corrente elétrica produz campo magnético e que é conhecido há muitos anos pela física clássica e mensurável por magnetômetros de precisão.

 
 
 
 
 
 

Energia condensada 

A designação energia condensada refere-se ao corpo que chamamos de físico, onde podemos perceber através dos nossos órgãos sensoriais: visão, audição tato, paladar e olfato. A maioria das pessoas tem menor percepção das demais camadas. Por esta razão chamamos de corpos sutis, embora tenham importância fundamental nas boas condições ou não do nosso corpo físico e, portanto da qualidade de vida. 
 

Energia Sutil 

Todas as outras seis camadas são consideradas sutis. Estes outros corpos acabam compondo a personalidade do indivíduo tanto emocional como fisicamente, na medida em que as influências chegam a ele. 

Também entre os animais, inclusive de uma recente ninhada, é possível se perceber as tendências de comportamento individual. Uns são mais dóceis e outros mais agressivos por sua própria natureza. Até mesmo os mais calmos, se submetidos a tratamentos violentos, poderão se tornar bastantes agressivos e perigosos pelo simples efeito das experiências a que forem submetidos. Por esta razão é importante tratá-los adequadamente.

O que impele um ser a atitudes de impulso não é exclusivamente a força de seu instinto, mas, também a sua experiência de vida. Estas influências também podem ser chamadas de energias sutis e que acabam integrando às suas características comportamentais podendo ser as responsáveis principais por atitudes efetivas. 

Quando se faz referência a um indivíduo quanto às suas características físicas, estas podem ser facilmente percebidas pelos nossos órgãos sensoriais. Entretanto as características sutis requerem maior observação e tempo de convivência para percebê-las devidamente. Mesmo assim, elas certamente irão compor a personalidade final e descrição de uma pessoa. 

Por esta razão é importante uma análise completa, incluindo também as camadas sutis. Elas são responsáveis pelo estado geral de um indivíduo bem como de seu comportamento predominante. 

Decepções e desilusões muitas vezes se devem ao total desconhecimento da existência de de certas forças sutis existentes e ocultas que se manifestam de forma inesperada.  
CAPÍTULO 3
 
 

As sete camadas energéticas de um indivíduo 

Dentre as diversas nomenclaturas existentes, pode-se enumerar as seguintes camadas:

Corpo Físico (1), Corpo Etérico (2), Corpo Emocional (3), Corpo Mental Instintivo (4), Corpo Mental Cósmico (5), corpo Mental Intelectual (6) e Corpo Espiritual (7). 
 

Corpo Físico (1): Energia Condensada 

O corpo físico que é chamado de corpo de energia condensada, como já foi mencionado é constituído predominantemente de água: H2O, que nada mais é do que dois átomos de hidrogênio (H) unidos a um átomo de oxigênio (O), que corresponde em peso aproximadamente 65 a 70 por cento do peso total. Analogamente, existem na composição corporal, outros elementos químicos como: carbono (C), nitrogênio (N), fósforo (P), manganês (Mn), magnésio (Mg), potássio (K) e uma infinidade de outros elementos químicos. Todos eles formados de partículas atômicas, e, portanto, de energia. 
 

Corpo Etérico/Duplo Etérico (2): Camada energética de conexão 

Uma camada de alguns centímetros envolve o Corpo Físico conectando-o de forma mais ou menos eficiente com as outras camadas sutis. 

Existem portais por onde a se processam mais efetivamente as entradas e saídas de energias. São os conhecidos chakras, pontos de acupuntura, incluindo-se toda rede de meridianos, que propiciam a troca de energias do Corpo Físico com tudo à sua volta, incluindo as suas camadas energéticas mais sutis. 

A deficiência nesta troca de energias por problemas devidos a bloqueios, congestão ou dificuldades de fluidez, pode acabar resultando em algum desequilíbrio do organismo. Em tais casos, pode-se recorrer a uma das diversas técnicas de tratamento energético conhecidas da terapia holística de modo a se restaurar, novamente, a homeostase. Portanto, esta camada energética é de fundamental importância, neste processo de recuperação do estado de bem-estar. 
 

Corpo Astral/Emocional (3): Compõe o caráter 

É o que pode ser considerado como a envoltória que fica logo além do Corpo Etérico. É tão relevante que as pessoas nos definem através dele, por caracterizar as nossas reações e atitudes diante dos fatos do dia a dia. É por isso que ouvimos falar coisa do tipo: “É uma mulher bonita, porém insuportável!”; ou: “Ela é bem jovem, entretanto, nunca vi pessoa tão madura e emocionalmente controlada!”.  

As nossas reações, provocadas pela camada emocional, passam a fazer parte de nossa identidade e têm o poder de nos causar grandes benefícios ou até mesmo grandes prejuízos. 

Portanto, ao descobrirmos quaisquer de nossas tendências a atidudes que possam nos prejudicar, devemos procurar soluções para neutralizar tais impulsos. É o que fazemos durante toda a nossa vida, num constante processo de amadurecimento: detectando problemas, mudando o que for possível, re-avaliando e promovendo constantes ajustes para melhoria. 
 

Corpo Mental Instintivo (4): Herança genética 

É o nome dado ao corpo energético onde estão as nossas heranças genéticas. Assim como é comum nascermos com algumas características físicas semelhantes aos nossos antepassados, como cor de cabelo, formato do nariz, jeito de andar, herdamos também algumas características emocionais de nossos ancestrais. 

Esta herança genética, dificilmente poderá ser mudada. Ela está gravada na nossa mente inconsciente. O que está ao nosso alcance é administrá-la, não deixando que ela se aflore livremente, a ponto de nos causar prejuízos. 
 

Corpo Mental Cósmico (5): Define a individualidade 

É o que nos foi destinado desde a hora da concepção até o nascimento. É a característica pessoal que nos identifica e que resultou de uma situação muitíssimo especial, como a influência dos nossos progenitores na hora da fecundação, localização dos astros e outros fatores que nem conhecemos devidamente. Quando elas são boas apresentam-se em forma de talentos, dons e outras qualidades admiradas e invejadas. Quando são más, representam os defeitos de nossas personalidades como tendência à tristeza, maldade, espírito vingativo, sadismo e outros. Nem mesmo os gêmeos são indivíduos idênticos. 
 

Corpo Mental Intelectual (6): Adquirida pelas experiências e livre arbítrio 

É o Corpo Energético que está ao nosso alcance. Pode ser desenvolvida seguindo apenas as ordens do livre arbítrio, perseverança e dedicação. Somam-se também as experiências do dia a dia, quer sejam intencionais ou involuntárias. Dependem dos livros que lemos, filmes que assistimos, nossa convivência com outras pessoas, fatos, acidentes, sonhos, imaginação, crenças e outras influências. 

A grande vantagem é que esta Mente pode ser aprimorada ilimitadamente. Ela pode crescer tanto, a ponto de predominar sobre as outras duas. Pode tornar-se tão poderosa e ocupar quase a totalidade da nossa mente, de forma que as outras duas podem parecer inexistentes.  

Porém, esta mente requer cuidados especiais: ela precisa ser incrementada continuamente sob risco de perder a força e ser dominada pelas outras duas: a Instintiva e a Cósmica. E se isto acontecer, o Corpo Emocional poderá ser o resultado de puro impulso. Tanto para o bem como para o mal na condição de risco total. 

A necessidade de se desenvolver continuamente a Mente Intelectual que é a racional e inteligente pode ser comparada ao condicionamento físico de um atleta, que para manutenção do seu desempenho adquirido ao longo de tantos anos, há que se praticar continuamente. Mas, para se aumentarem as condições, há que se dedicar sempre um pouco mais. Por outro lado, o descuido e a inatividade causarão grandes perdas.

 

Corpo Espiritual (7): Conectado com as energias mais sutis do Universo 

Este corpo é o principal responsável pela paz interior. De nada adiantará um copo plasticamente perfeito, e cheio de energia muscular, se o indivíduo é freqüentemente acometido por uma apatia advinda dos processos mentais espirituais. Dificilmente poderá sentir a felicidade em sua plenitude. Ao contrário – poderá tornar-se extremamente infeliz e debilitado.  

Por esta razão é que na Terapia Holística o objetivo é a promoção do equilíbrio: do corpo-mente-espírito. 

Dentre os sete corpos, este é o mais importante e deve ser continuamente aprimorado.  

É muito comum observarmos através das diversas mídias, o colossal investimento no sentido da promoção do corpo físico perfeito e mais longevo. Por mais que a modernidade desenvolva recursos espetaculares, jamais atingirão à imortalidade do corpo físico.  

Pessoas que percebem cedo esta realidade vivem mais tranqüilas, em paz e, portanto, mais felizes. 

Segundo Richard Gerber: o corpo físico (F), corpo etérico (E), corpo astral (A), corpo mental instintivo (M1), corpo mental Intelectual (M2), corpo mental espiritual (M3) e corpo espiritual (S) constituem as sete camadas energéticas. (p.126 op. cit).

 
 
 
 
 
 
 

Outras dimensões mais sutis e elevadas 

Existem literaturas que afirmam a existência de mais de vinte camadas energéticas e, portanto, igual número de corpos energéticos. Neste caso, o que mencionamos como o sétimo corpo, será apenas o reflexo do oitavo corpo, certamente mais sutil. Mas para efeito desta matéria, aqueles que levarem em conta os sete corpos mencionados e trabalharem adequadamente, obterão resultados compensadores. 

Mas, afinal, como podemos definir saúde? 

Neste trabalho proponho que consideremos a saúde ideal: não somente como a ausência de sintomas de mau funcionamento orgânico, mas também como um estado de plena paz e felicidade que sente o indivíduo, propiciando-lhe suficiente e espontânea disposição para praticar, compartilhar, entender e perdoar – num estado de contínua doação, como a razão de sua existência, enquanto se processa o seu contínuo aperfeiçoamento espiritual, evitando causar danos ao seu meio ambiente. 

 

CAPÍTULO 4 
 

Tratamento Energético através da camada energética (duplo etérico) 

Vários tratamentos podem ser denominados energéticos e trabalham no sentido do aumento da eficiência dos fluxos energéticos que chegam e saem do Corpo Físico. 

O corpo etérico é também chamado de corpo bioplasmático ou corpo de energia. Bio significa vida e plasma pode ser entendido como o quarto estado da matéria, que vem se somar aos: sólidos, líquidos e gasosos. Plasma é o gás ionizado. Está carregado de partículas eletrizadas: tanto positiva como negativamente. Não deve ser confundido com o plasma sangüíneo. 

Corpo bioplasmático pode ser entendido como um corpo de energia viva que é composto por matéria sutil e invisível chamado também de matéria etérica. É através deste corpo que a energia vital como: prana, ki, ch´i, pneuma, mana, ruah e outras são absorvidas e distribuídas por todo o corpo físico e que podemos sentir através dos nossos cinco sentidos: visão, audição, olfato, tato e paladar. 

A energia vital pode ser absorvida através do ar, solo, água, luz solar, e dos alimentos. Andar descalço propicia receber prana do solo. Se o piso for natural como terra ou grama, a absorção é mais eficiente.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Todos os tratamentos corporais que visam incrementar a melhora neste sentido podem se considerados como energéticos como: Acupuntura, Shiatsu, Do In, Seitai, Tuiná, Acupressão, Acupressura, Auriculoterapia, Reflexoterapia, Reiki, Método Prânico, Toque Quântico, Polaridade, Florais, Homeopatia, Colorpuntura, e outros. 
 

Importância das boas condições da camada que conecta ao corpo físico 

A camada que constitui o Corpo Etérico é também chamada camada energética e funciona como um tipo de agasalho, que ajuda ou dificulta a troca do Corpo Físico com outros Corpos à sua volta. Pode ser comparado aos diversos materiais que existem para se fabricar um fio condutor. Existem uns que são mais condutores e outros que são menos condutores. Existem também materiais que são considerados isolantes, pois, dificultam a passagem da energia. Analogamente existem camadas que sob o ponto de vista energético funcionam conectando ou isolando o corpo físico. 

Terapia Energética Instantânea 
 

Desenvolvida pelo autor deste trabalho, é o resultado da conjunção de diversas técnicas e experiências de tratamento com as mãos, é natural, não invasiva e praticamente sem contra indicações. 

A concentração mental durante a aplicação desta técnica é muito importante. Da mesma forma, a respiração deve ser cadenciada profunda, e ritmada.  

Não há problema em se manter o diálogo com a pessoa tratada, perguntando, na medida em que acontece o tratamento, como ela está se sentindo, promovendo desta forma, a melhor conexão físico-mental, para harmonização da energia vital da mesma. Neste momento acontece uma verdadeira sintonia de energias etéricas de ambos. 
 

Vantagens do tratamento emergencial 

Em muitas circunstâncias, estamos sem as condições mínimas de uma clínica para um tratamento holístico normal. Entretanto, estamos diante de uma pessoa que está em condições precárias precisando de um atendimento mesmo que simplificado e emergencial. 

Para atendimentos emergenciais a Terapia Energética instantânea é um método interessante, eficaz e imediato podendo promover bem-estar num intervalo de três a cinco minutos. 

Os resultados alcançados têm sido espetaculares. A maioria das pessoas tratadas sente-se bastante recuperada, recompensada e agradecida, podendo retornar imediatamente às suas atividades normais.  

Este pronto atendimento que, inicialmente, partia de mim a iniciativa de sua aplicação, hoje em dia, as coisas mudaram. – As pessoas é que me procuram freqüentemente, dada à facilidade e simplicidade de sua aplicação. Posso dizer que se tornou um verdadeiro serviço de emergência, o que, aliás, sempre tenho feito com muita satisfação. 

Assim, quero compartilhar com todos os interessados, o que resolvi chamar de TERAPIA ENERGÉTICA INSTANTÂNEA. 

A aplicação dos procedimentos desta terapia energética instantânea serve para diminuir ou eliminar dores generalizadas, problema na coluna, problemas respiratórios, garganta inflamada, dificuldade digestiva e outras disfunções mais corriqueiras.

 

CAPÍTULO 5 
 

Inter-relação entre corpos energéticos 

A obra do Mestre Stephen Co e Dr. Eric B. Robins com John Merryman: YOUR HANDS CAN HEAL YOU (suas mão podem tratá-lo) aborda técnicas energéticas de tratamento pelo método Prânico para aumentar a vitalidade e acelerar a recuperação de problemas mais comum de saúde. 

Seguem abaixo algumas afirmações dos autores;

 
 
 
 
 
 
 
 

Na página 48 consta:

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Corpo Emocional como reflexo do Corpo Mental

Segundo Mestre Stephen Co e Dr. Eric B. Robins com John Merryman existem seis passos para a promoção da melhoria na qualidade da saúde que são:

 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Necessidade do aperfeiçoamento Espiritual

De acordo com Richard Gerber, M.D. através de sua obra: Medicina Vibracional, p. 135: 

 
 
 
 
 
 
 
 
 

Na mesma obra consta um interessante conceito para reflexão:

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

CAPÍTULO 6 
 

Atendimentos rápidos através de tratamentos energéticos 

Todas as pessoas podem necessitar de serviços, repentinamente, devido a distúrbios ou súbitos sintomas de mal-estar. É sempre providencial haver qualquer tipo de serviços que prontamente, possam minimizar o sofrimento. 

Neste sentido, o presente trabalho propõe tratamentos holísticos, empregando métodos naturais e que são praticados há milhares de anos pelas antigas civilizações. 
 

Trabalhando com o Corpo Etérico e seus resultados no Corpo Físico 

Nos tratamentos executados na hora, os estímulos deverão ser aplicados no corpo físico onde estão localizados os portais, pontos principais de energias e seus respectivos meridianos, incluindo os chakras, mini-chakras e pontos gatilho, para desobstrução energética. 

Ao se desobstruir os meridianos de energia: será resgatada a conexão do corpo físico com o corpo etérico que é a camada energética que envolve o corpo. Os pontos com acúmulo de energia que se encontram em excesso serão equilibrados com o espalhamento para as áreas menos energizadas, até que se atinja novamente o estado de homeostase, que é o equilíbrio. 
 

Tratamento emergencial de cinco minutos, tirando da crise aguda. 

São procedimentos basicamente executados com as mãos. Os métodos aplicados são os conhecidos como quiropraxia, reflexologia, shiatsu, acupressão, acupressura, do-in, toque quântico, polaridade, tratamento prânico e outros. 

Pessoas presentes no auditório que queiram experimentar a Terapia Energética Instantânea poderão se apresentar voluntariamente. Receberão uma aplicação de 3 a 5 minutos e no minuto seguinte poderão prestar seus depoimentos à platéia dizendo se melhoraram e quanto melhoraram percentualmente. 
 

Tratamentos posteriores ao emergencial 

Após o atendimento emergencial proposto, com o indivíduo efetivamente fora da crise aguda e dores insuportáveis, será possível que o mesmo retorne às suas atividades rotineiras, e em boas condições para decidir pelos tratamentos posteriores sejam eles preferencialmente naturais ou até mesmo os ortodóxicos. 

Em muitos casos de aplicação do programa de Terapia Energética Instantânea nem foram necessários outros tratamentos posteriores, dada a eficácia do método.  
CAPÍTULO 7
 
 

O que pode ser tratado pela Terapia Energética Instantânea 

A seguir, serão apresentados sucintamente os principais procedimentos para os distúrbios mais comuns na rotina diária. 
 
 

  1. Cabeça

    Para dores de cabeça relacionadas à tensão, excesso de trabalho em posição sentada, e que alivia com determinadas posições da mesma, provavelmente se deve a problemas de excesso de energias. 

    Para destros: De frente para o ombro esquerdo da pessoa a ser tratada, colocar a mão esquerda frontal à testa para fins de apoio e com a mão direita segurando com o polegar e o indicador: pressionar os pontos   VB20,    B10, e    VG15,  por aproximadamente 10 a 15 segundos cada um deles. 
     

 

  1. Garganta

    No caso de garganta inflamada, pressionar suavemente os pontos      E9,      E10,

       VC23 com o indicador e o polegar, em forma de pinça por aproximadamente10 segundos em cada um dos pontos. Enquanto uma das mãos pressiona, a outra em forma espalmada, apóia-se na região da nuca, de forma a manter o local tratado entre as mãos. O calor promovido pela mão passiva ajuda na recuperação. 

  1. Pescoço (coluna cervical)

    Para desconfortos na região do pescoço, na região da cervical, deve-se iniciar pela sedação dos pontos   VB21,   IG16,    ID12,    ID15 e   TA15, através de pressionar por aproximadamente 5 a 10 segundos, cada ponto. Logo em seguida toma-se o depoimento da pessoa tratada e que já deve confirmar uma certa melhoria na região tratada.

                                                                             

 
 
 
 
 
 
 


    Em seguida, um pequeno movimento para liberação das vértebras cervicais eventualmente presas, podendo ser executado com a pessoa sentada, de pé ou deitada. Este procedimento deve ser feito com muito cuidado, especialmente em pessoas idosas, crianças ou nos casos da existência de muita dor. 
     
     

  1. Ombros

    Quando os ombros estão doloridos, deve-se trabalhar os seguintes pontos:    VB21,

       IG16,   ID15 e   TA15 mencionados anteriormente, acrescentando-se também os pontos:    TA13,    TA14,    ID9,    ID10,    ID11,    ID12 e    ID13,    P1,    P2 e   

       C1. Deve-se aplicar pressão digital por aproximadamente 5 a 10 segundos em cada ponto.


    Terminada a sessão de pressionamento, deve-se segurar o braço esquerdo com a mão esquerda e com o polegar, pressionar os pontos   IG10 e   IG11 com o polegar da mão direita por 5 segundos. Em seguida, pressionar os pontos    BP20 e    BP21. 

  1. Braços, antebraços, mãos e dedos.

    Aplicar pressão nos pontos IG10, IG11, P2,  TA4,   TA5,  ID7 e   ID8 por 3 segundos de forma gradual, até o limite suportável da dor por uns 5 segundos. 

    Aplicar puxões dos dedos, começando pelo polegar, indicador, médio anular e mínimo, de forma a soltar as articulações. A intensidade da manipulação deve sempre levar em conta a estrutura da pessoa tratada. No caso de crianças e idosos, o cuidado deve ser maior.

    Balançar e vibrar o braço de forma a promover total relaxamento do mesmo, com a soltura das articulações.


  1. Costas (coluna dorsal)

    Com a pessoa de bruços, com o rosto virado para um dos lados, mantendo os braços ao lado do corpo e em máximo relaxamento, alinhar e ajustar as vértebras começando da região lombar para a região cervical. Os movimentos devem ser cadenciados e com força controlada e adequada a cada situação específica que deve levar em conta a resistência, idade, e outros fatores importantes de cada um. 

    Após alinhamento, promover pressões nos pontos ao longo da coluna principalmente seguindo o meridiano da bexiga entre os pontos 11 a 23 e também entre os pontos 36 a. Esta pressão pode ser feita com o dedo indicador, respeitando-se, sempre, o limite da condição da dor. 
     

  1. Costas (coluna lombar)

    Para tratamento das costas no trecho da coluna lombar, deve-se primeiramente trabalhar os pés, especialmente o Ponto R1,   B62,   B60,   B40 e    B57 por 5 segundos, aproximadamente.

Em seguida, os pontos 23 a 30 do meridiano da bexiga devem ser pressionados por 3 segundos, em ambos os lados da coluna. 

     
     
     

  1. Ciático

    A inflamação do nervo ciático pode ser tratada, primeiramente seguindo os procedimentos para tratamento da coluna lombar. Em seguida deve ser complementado com pressionamento dos pontos     BP6,     BP7,     BP9,     BP10,

        VB37, e    VB38.

  1. Joelho

    Para tratamento do joelho, podem ser aplicados, inicialmente, os procedimentos para a coluna lombar, nervo ciático e em seguida trabalhar os pontos:    R10,   BP9

       BP10,   F7,    F8,   F9,    E34,   E35,   E36 e     E37. Além destes, se necessário podem ser trabalhados os pontos   VB34,   VB35, e   VB36.  Em todos os pontos a pressão deve ser até o limite da dor e por 3 segundos. 


  1. Pernas

    Adotar os procedimentos para tratamento da coluna lombar e em seguida aplicar os pontos reflexos dos pés tanto da sola (Reflexologia convencional) como do dorso (TRV – Terapia Reflexológica Vertical.) Deve-se trabalhar também os tornozelos, liberando a articulação aplicando a quiropraxia. 
     
     

  1. Tornozelo, pé e artelhos.


 
 

    Diversos pontos precisam ser estimulados, sendo o R1 um dos mais importantes.

    Os demais pontos do meridiano do rim devem ser pressionados: R2, R3, R4, R5, R6. Em seguida, o pé deve ser tracionado através de puxões e balanços, com a pessoa tratada sentada em uma cadeira fixa. 
     

  1. Aparelho digestivo

    Os pontos E21, E22, E23 e E24 devem ser pressionados por 3 segundos.

    Deve-se verificar o alinhamento da coluna dorsal, especialmente entre a quinta e a oitava vértebra dorsal. A manobra pode ser executada com a pessoa deitada em uma superfície firme estando de bruços durante o tratamento. 
     
     

                          É possível que seu navegador não suporte a exibição desta imagem. 
     
     
     

  1. Aparelho respiratório

    Os pontos   IG20 e o   E2 devem ser pressionados delicadamente por 10 segundos, orientando a pessoa a permanecer relaxada e com respiração tranqüila. A desobstrução das narinas acontece quase de imediato. 

                            É possível que seu navegador não suporte a exibição desta imagem. 

  1. Tosse

    Quando possível, as C6, C7, D1, D2 e D3 devem ser ajustadas.

    Uma aplicação de acupressura nos pontos VG14, R27, VC20, VC17, P9 e E36 ritmadas de 30 movimentos em um intervalo de 10 segundos em cada um dos pontos costuma dar resultados espetaculares.

  
 
 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 
 
 

CHOA KOK SUI – Miracles Through Pranic Healing (Milagres do “tratamento” prânico) – 1998. Ed. PENSAMENTO. 

EDNÉA I.S.MARTINS e LUIZ.B.LEONELLI – A prática do Shiatsu – 2002. Ed. ROCA. 

FRANK BAHAR – Akupressur (O livro de “tratamento” pela Acupressura) – 2004. Ed. NOVA ERA. 

LYNE BOOTH – Reflexologia Vertical – 2000. Ed. PENSAMENTO. 

RICHAR GERBER – Vibracional Medicine – New Choices for Healing Ourselves (Medicina Vibracional – Uma Medicina para o Futuro) – 1999. Ed. CULTRIX. 

RICHARD GERBER – Vibracional Medicine for the 21st Century (Um Guia Prático de Medicina Vibracional). 2000. Ed. CULTRIX. 

STEPHEN CO e ERIC B. ROBINS com JOHN MERRYMAN – Your Hands Can Heal You (Suas mãos podem “tratá-lo”) – 2002. Ed. PENSAMENTO. 
 

Última atualização:
2007-05-13 20:16
Autor: :
Seiiti Arata - Terapeuta Holístico – CRT 31513
Revisão:
1.0
Avaliaçãoo mídia: 4.4 (52 Votos)

Não pode comentar este artigo

Chuck Norris has counted to infinity. Twice.