A Ferida e o Grande "Curador"


O PLANETA KIRON

 

A ferida e o grande curador

 

Celi Coutinho - Terapeuta Holística -  CRT 21270

Terapeuta Holística


O caminho do equilíbrio e para reconciliação pessoal.

 

 

 

SINTE – SINDICATO DOS TERAPEUTAS - Holística 2013

Índice

Apresentação

O que é Quíron

Quíron e os Signos

Aspectos

Sistemas de Casas astrológicas

Metodologia

Conclusão

Bibliografia

 

 

 

 

 

APRESENTAÇÃO

        Meus queridos colegas de profissão.

        A idéia que me ocorreu de dissertar sobre este tema é trazer a tona, a consciência que nós escolhemos a profissão de terapeuta, devido a energia de doador e de curador serem mais latente que das demais pessoas em nossa volta, mas em contrapartida a nossa ferida também é mais presente.

        A grande maioria procura ser um terapeuta na intenção de resolver um problema de insatisfação pessoal, seja financeiro ou descontentamento com a profissão. E alguns porque entendem e sonham em mudar a humanidade. Poucos pensaram nisto logo de pequeno, na geração das décadas anterior há 90.

        Quando crescer vou ser um “Terapeuta holístico”. Hoje já até é uma realidade presente. Nossos filhos nos vêem e já pensam em ser como nós.

        Mas o primeiro passo da nossa geração na maioria acontece, assistindo palestra em eventos místicos. Os temas tendem quase sempre abrir o leque, despertando curiosidade e, portanto buscamos aprofundar num ou mais temas e daí tornamo-nos terapeutas holístico, numa determinada modalidade, ou seja, psicoterapeuta holístico, terapeuta corporal e ou de sincronicidade. Claro tem vários caminhos que nos trazem para a profissão, citei as mais comuns.

        O importante aqui é compreender que cada um lança mão de sua parte centáurica em algum momento da vida e assim partindo para o legado do curador.

        Também é uma verdade que a grande maioria de nós encontramos grandes obstáculos são os ciclos de entendimentos e renovações, quase sempre neste período entrando em choque de crenças e paradigmas. Muitos dos que tentam adentrar na profissão desistente neste momento. Ou ficam por tempos longos sem a realização plena e às vezes quase sucumbem, mas quando tomam consciência de suas dores renascem e recriam força e levantam.

        Há uma explicação para isto é a energia vibratória de Quíron aspectado no mapa pessoal que em seu trânsito, se ocorre com saturno ou plutão nos chamam para a realidade de consciência e relembrar nossas feridas.

        Quíron no gráfico do mapa de nascimento aponta para uma área onde a alma está profundamente ferida no passado. Alguns acreditam que a ferida de Quíron é de natureza cármica, e que a infância de vida atual é o condicionamento do início dos obstáculos que ressoam com padrões por já estarem profundamente enraizados. A Posição Quíron é um ponto muito sensível no mapa de nascimento. Ele magnetiza para si experiências que reforçam a experiência primal de dor e rejeição, como criança, e continuando como adulto, recebemos mensagens dos pais, irmãos, amantes, amigos e outras pessoas em nosso meio, que reforçam o ferimento inicial. Nós internalizar nessas mensagens, trará a compreensão do padrão que se tornou profundo e do sofrimento maior. Por fim, buscar a “cura” e o alívio do sofrimento.

        A posição de Quíron nas casas astrológica, e aspecto irão revelar algo sobre a natureza desta ferida para a alma e aponta para formas de equilibrá-las.

        Creio que todos estamos conscientes, da transição energética planetária que nos impulsiona a mudar pelo amor. Mas a moeda reversa do amor é a dor.

        Portanto todos esotéricos e holísticos são alvos positivos neste momento.

Temos que curar de fato nossas feridas para que possamos auxiliar na ferida do outro, já era fato. Agora é a verdade. Por que afirmo isto?

Porque certamente devem observar seus clientes se não estão semelhando com suas próprias dificuldades, isto pode representar um aprendizado, mas também o padrão vibratório que está lançado.

        É um momento de expandir a consciência e elevar a atenção para si.

        Todo terapeuta são pilastras de sustentação planetária, portanto estamos em momento de grande teste.

        Por isso resolvi trazer este tema à tona. Reconhecer nossas feridas e transformar o acesso de nossa energia centáurica e cumprir nossa missão.

 

O que é Quíron

        Além dos dez planetas "clássicos" cuja importância é reconhecida por todos os astrólogos e tem sido largamente reconhecido. Ele retrata a marca especial de heroísmo e de ajuda.

        Quíron (rei dos centauros) situado entre as órbitas de Saturno e Urano, só foi avistado em 1.977.

        Trata-se de um planetóide que leva entre 50 e 51 anos para fazer sua órbita ao redor do sol. Sua órbita elíptica faz com que ele tenha uma duração variável de tempo em cada signo. Quíron permanece em Libra não mais que 18 meses, enquanto em Áries permanece por 8 anos. Alguns astrólogos consideram Quíron o regente de Virgem, enquanto outros optam por Sagitário.

        As interpretações preliminares de Quíron não progrediram muito. Sua exploração astrológica está apenas começando. Assim como todos os planetas descobertos na era moderna, o humor e a situação geral de toda a raça humana no momento da descoberta, são levados em consideração para denominá-los uma vez que os astrônomos sabem que já eram apresentados como Corpos do Céu, ao mesmo tempo em que como Mitos / Heróis / Deuses. Quíron, cujo símbolo lembra uma chave tem sido alvo de muita curiosidade, tanto na Astrologia, como na Astronomia. Por isto e desde então, estão sendo realizadas exaustivas pesquisas em busca do significado astrológico e psicológico de Quíron e de suas possíveis influências, tanto em mapas astrais individuais como no âmbito coletivo.

        Para isso, recorreram ao simbolismo do mito, da mesma forma como aconteceu com relação a Urano, Netuno e Plutão, à medida que estes foram sendo detectados.

Quíron representa “O Curador”

“O Agressor”

“O Ferido”

A independência filosófica

A compaixão diante do sofrimento

O processo de aprendizagem para chegarmos a confiar no Mestre ou Guia Interno.

        O mito, a astronomia e os acontecimentos que rodeia a sua descoberta contribuiu com metáforas que nos permite compreender o arquétipo personalizado por Quíron. O fenômeno cultural mais ligado com a descoberta de Quíron é a "Nova Era”. Conta à história mitológica que Quíron foi ferido em uma briga com os centauros selvagens para interromperam o seu casamento. O casamento é uma metáfora para a união interior de sentir-se completo, onde as partes de nós mesmos se casam em harmonia. Nossa capacidade de obter tudo o que podemos Ser é interrompido constantemente por nossos próprios demônios, os centauros selvagens dentro de nós que causaram as cicatrizes da dor não resolvida.

        Quíron representa a necessidade de fundir os opostos dentro de si mesmo para se conseguir a plenitude. A ferida cultural é a divisão entre os instintos e intelecto, representado pelo o mítico centauro - metade homem e metade cavalo.

        Em um mapa de nascimento, o aspecto astrológico representado por Quíron é o ponto onde demarca a velha dor que ao ser transmutado o indivíduo toma para si o domínio de uma lição que vem em muitas vidas certamente para assimilar. A dor é o nosso professor, porque nela está a chave para a nossa cura. Cada um de nós tem um trabalho para curar nossas próprias feridas, para que possamos aprender uns com os outros.

        Quíron era um herbalista e um grande cirurgião, mas ele não podia curar a si mesmo.

        Na mitologia Quíron é um deus imortal que só foi liberado de sua ferida e da dor excruciante quando ele trocou de lugar com Prometeu, o Titã da terra. Em outras palavras, ele só encontrou libertação da sua dor em morte. Nesse meio tempo, Quíron se ocupou em ensinar jovens deuses. Passou a eles o seu conhecimento de cura, particularmente o uso de ervas medicinais, astrologia, de guerra, caça, música, ética e inúmeras outras competências.

        Através Quíron encontra-se o veículo para a expressão de um propósito maior, porque é aqui que procuramos ensinar e mostrar o caminho de autocura. Um professor ou curador é simplesmente alguém que busca compartilhar seu conhecimento, sabedoria, habilidades e amor com os outros.

         

Quíron e os Signos

        As Constelações em suas designações negativas são as vicissitudes, as fraquezas, os erros, a “doença”, o “mal”, o ofensor, em si ou contra si.

         Em suas designações positivas são os princípios pelos quais se ocorrerá à cura a si e aos demais [Curador].

        

Áries - é regido por Marte, ou seja, o uso da força para se atingir os objetivos e fazer com que os demais atinjam, sinceridade, generosidade, vontade, objetividade, incluindo o esforço para que os outros recebam desta força.

        

Touro - é regido por Vênus, ou seja, o uso da atração para trazer até nós o que precisamos. A busca de solidez é tão grande que se apega às pessoas da mesma forma que aos bens. Deve escutar as necessidades vindas dele (a comida e o sono) e assim poderá por harmonia as reais necessidades com o Eu Superior.

        

Gêmeos - é regido por Mercúrio, ou seja, o uso da capacidade da nossa mente de ajudar-nos a nos integrar e nos comunicar sobre a terra. Os nascidos com Quíron em Gêmeos, podem ter latente o potencial de uma contribuição singular aos demais, ao escrever sobre temas polêmicos, onde pontos de vistas opostos acabem transformando-se em conhecimento importante.

        

Câncer - é regido pela Lua, ou seja, o uso da maneira de filtrarmos todas as impressões que chegam até nós e de aprendermos a responder. Compreensão Nutrição.

        

Leão - é regido pelo Sol, ou seja, o uso de tornar-se tudo o que somos para que brilhemos e para que outros brilhem na Terra. Fraternidade. A espontaneidade pode estar ferida.

        

Virgem - é regido por Quíron, ou seja, o uso da faculdade de aprender o método de unir a mente terrena à consciência cósmica galáctica.

        

Libra - é regida por Vênus, ou seja, o uso de aprender a espelhar nosso eu verdadeiro no lado do outro, de modo que nossa visão seja polarizada em vez de estar dentro de nós mesmos ou localizada no outro. - Justiça, Equilíbrio para a Paz, Harmonia como produto final.

        

Escorpião - é regido por Plutão, ou seja, o uso das jornadas ao Mundo Subterrâneo para se obter a mais poderosa fonte de energia. Capacidade de regeneração e de transformação. Comando consciente da força sexual, da mediunidade, e a conscientização do valor da vida, através da morte.

        

Sagitário - é regido por Júpiter, ou seja, crescer para que possa entrar em contato com o Eu Superior.                        

        

Capricórnio - é regido por Saturno, ou seja, o uso de obter a maestria sobre o plano da terra. Responsabilidade social, Maturidade, Seriedade, Respeito ao Invisível.

        

Aquário - é regido por Urano, ou seja, o uso de galvanizar a vontade humana para o serviço universal.

        Ensina se pautar em disciplina mental para que não se deixem espaços para pensamentos que não visam o desenvolvimento como indivíduo dentro da sociedade.

        

Peixe - É regido por Netuno, ou seja, o uso do misticismo galáctico. A Redenção, a Renuncia, o Recolhimento para saltos qualitativos.

         

ASPECTOS

        O posicionamento de Quíron no Tema Natal mostra a área de vida em que a busca pelo alívio de qualquer sofrimento de fato, ou a busca pelo alívio de algum sofrimento que possa vir, tem mais probabilidade de ocorrer de modo particularmente intenso.

 

Quíron / Sol

        A ferida do Sol caracteriza em anular a autocriatividade.

Representa a ferida do pai. Medo da própria criatividade. Sentindo-se traído ou ferido pelo princípio paternal.

        Mensagem das origens genéticas: "Eu não aprovo o seu exibicionismo, de você brilhar tão intensamente”.

        Mensagem interiorizada: ". Tenho medo de brilhar / eu não me sinto completo se eu não brilhar".

        Curar a Ferida: Auto-estima de trabalho. Trabalho infantil interior. Desenvolver confiança. Todas as formas de expressão criativa.

 

Quíron / Lua

        A mãe está ferida. O medo da vulnerabilidade. A ferida emocional. Levando experimentar ou ter empatia com a dor da mãe Sentindo-se traído ou rejeitado pelo princípio mãe.

        Mensagem das origens genéticas: "O mundo é um lugar inseguro, não confie em ninguém - Nós te amamos, mas...".

        Mensagem interiorizada: "Sinto-me rejeitado Eu sou vulnerável”. Sinto medos desconhecidos.

        Curar a Ferida: trabalho de liberação emocional. A cura através tornar-se mãe ou nutrir os outros.

 

Quíron / Mercúrio

        A comunicação está ferida. Sentindo-se incompreendido e não consegue se comunicar.

        Mensagem de origem genética: "Nós não gostamos do jeito que você se comunica”.
        Mensagem Interiorizada: "Você não me entende. Você não me escuta eu sou burro...”.

        Curar a Ferida: falar, cantar, escrever, tocar um instrumento musical. A expressão criativa do som. Chakra da Garganta desbloqueio e cura.

        A capacidade de compreender os outros e ensinar a arte da comunicação eficaz e resolução de problemas.

 

Quíron / Vênus.

        A ferida está na área dos relacionamentos. Ferido no amor ou ferindo outros em amor. Sentir-se amado. Uma ferida para o coração.

        Mensagem de origem genética: "Nosso amor é condicional Nós te amamos se...".

        Mensagem Interiorizada: "... Eu não gosto, não me aprovo, eu sou indigno de ser amado Ninguém me ama”.

        Curar a Ferida: Todas as experiências do amor incondicional. Trabalho com o chakra do coração. A prática do perdão e da compaixão.  Massagem, Reiki. A prática de Direitas relações humanas.

 

Quíron / Marte

        A ferida está em torno da expressão da identidade, a sexualidade física, energia, raiva e agressão. Extremos de energia. Hiperatividade. Assumir a raiva dos outros. Sobrevivente ou perpetuador de violência.

        Mensagem de origem genética: "Você é agressivo Nós não gostamos de você quando você está irritado Você tem muita energia estou zangado com você me faz raiva...”.

        Mensagem Interiorizada: "Não há problema em expressar raiva / Eu sou destrutivo / Os outros são destrutivos”.

Cura a Ferida: liberação criativa de energia através do esporte, artes marciais, dança, tai chi, meditação ativa. A prática da ação correta.

 

Quiron / Júpiter

        A ferida para o sistema de crenças. O professor ferido. O medo de compartilhar o conhecimento de cada um. Inquietação interior profundo. Zelo missionário. Dogmatismo religioso. O medo de ser feliz / infeliz. Crise de fé.

        Mensagem de origem genética: "Seja otimista / Não seja demasiado otimista Nossa religião é o único caminho para Deus Nós não acreditamos em Deus grande é melhor...”.

        Mensagem Interiorizada: "Não é bom compartilhar meus conhecimentos / minha verdade é a verdade.”

Cura a Ferida: Disseminar o conhecimento através de ensino, falando, escrevendo, publicando. Viajar.

 

Quíron / Saturno

        A ferida com um senso de realização, estrutura e confiança. O medo de seu poder. O medo de tomar um lugar no mundo. O pai está ferido. Medos internos e rigidez. Seriedade e insegurança.

Mensagem de origem genética: "Eu sou o chefe eu sei o que é melhor para você.".
Mensagem Interiorizada: "Há uma voz dentro de mim que critica e me julga A culpa é minha”.

Curar a Ferida: A capacidade de aceitar responsabilidades e posições de autoridade. Sabedoria.

 

 

Oposição Quíron

        Oposição Quíron para si, muitas vezes, replicar a ferida original de alguma forma, despertando a consciência do mecanismo que se preocupem, se não forçá-lo, a crescer. Na minha oposição Quíron, a minha mãe adotiva - a minha mãe "real" no sentido de ligação - morreu. Esta perda replicado a ferida Quirónica original e começou a desencadear a necessidade de resolver os problemas de abandono inconscientes que contribuíram para um ciclo ininterrupto de dor e sofrimento em meus relacionamentos.

 

Sistemas de Casas astrológicas

        As casas astrológicas mostram-nos que certas esferas ou aspectos da vida têm mais peso que outras no horóscopo. Cada casa astrológica representa uma dada esfera. A atribuição das casas num horóscopo varia de pessoa para pessoa, já que é calculada de acordo com a hora de nascimento exata e a posição geográfica do local de nascimento.

        O horóscopo é dividido em dois eixos, em direção aos hemisférios oriental e ocidental, bem como em direção aos hemisférios de dia e noite. Os quatro pontos de intercepção destes dois eixos com a eclíptica determinam a divisão das casas do horóscopo. Esta é normalmente baseada numa divisão posterior de cada quadrante em três. Existem vários modelos matemáticos de acordo com os quais as casas são calculadas.

        A transição de uma casa para outra não é tão clara como a de um signo para outro. Os planetas que ocupam uma posição perto do fim de uma casa são geralmente interpretados como pertencentes à casa seguinte.

O horizonte

Ascendente e Descendente

O indivíduo e o seu complementar.

        O eixo que divide o horóscopo em um lado ‘superior’(lado-dia) e um ‘inferior’(lado-noite), representa o horizonte local na hora de nascimento. Esse ponto em que o horizonte oriental intercepta a eclíptica é chamado o ascendente. É o princípio ou cúspide da primeira casa. Em oposição a ele, na cúspide da sétima casa, encontramos o descendente. Discutiremos a interpretação das casas nas páginas seguintes. Os planetas que se encontram perto do ascendente no momento do nascimento estão a nascer ou acabaram de nascer, enquanto que os planetas perto do descendente se estão a pôr.

 

QUÍRON NAS CASAS E NAS CONSTELAÇÕES

        As Casas onde está Quíron é o setor da vida do Indivíduo que está como palco, para que as personalidades (internas e externas) formem a cena catalisadora do agressor, do ferido, do curador. Quíron é o que é exigido do indivíduo, para que entre em conexão com o seu Dharma e com o luminoso dentro das casas Astrológicas, ou seja, dentro dos seguintes Setores de Vida:

 

 1ª Casa (Ascendente) – A personalidade individual 

Iniciativa, Objetividade, Ações apropriadas.

 

 2ª Casa – Valores e Haveres.

 Valorização das prioridades, apropriadas aquisição, manutenção e conservação dos bens.

 

3ª Casa – Comunicação.

Comunicação, Expressão, pensamento, linguagem, relações e aprendizado apropriados.

 

 

4ª Casa – Raízes e Origens

 Vínculos emocionais e atitudes apropriadas em relação à família

 

5ª Casa – Prazer e Criatividade

Forma adequada de auto-expressão criativa, de relacionar-se afetivamente, de gerar filhos, de educá-los e de expandir sua criatividade.

 

6ª Casa – Trabalho e Rotina

Forma adequada de prestar serviços a terceiros e o devido respeito ao seu corpo.

 

 

 7ª Casa – Relações.

Relacionamentos, sociedades, parcerias e casamento com pessoas certas.

 

8ª Casa – Perda e Propriedade Comum

Atitude apropriada em relação às finanças dos outros sob seus cuidados, em relação à sua própria morte e à sexualidade.

 

9ª Casa – Filosofia e Países distantes.

Atitude oportuna com senso-social diante de suas capacidades, que devem servir para orientação da comunidade.

 

10ª Casa (MC) – Ocupação e Chamamento

Responsabilidade social, Maturidade para ação direta sobre a sociedade.

 

 11ª Casa – Amigos e Conhecidos

 Plasmação dos Ideais e Amizades apropriadas.

 

 12ª Casa – Para além do pessoal

 Renúncia apropriada.

 

Aqui estão alguns dos aspectos maiores:

Conjunção - 0° 

        A conjunção tende a ser um aspecto harmonioso. A sua qualidade depende grandemente dos planetas envolvidos, bem como da proximidade do aspecto. Por exemplo, uma conjunção entre o Sol e Mercúrio, é normalmente vista como harmoniosa. Se, por outro lado, a distância entre eles é menor do que apenas alguns graus, o Mercúrio diz-se estar "a ser queimado" ou "em combustão", com resultados a condizer. Em geral, a conjunção mostra uma relação imediata que atua de qualquer forma.

 

Oposição - 180°

        Apesar da oposição ser vista normalmente como "desarmonia" ou dinâmica, tem muitas vezes um efeito bastante motivador e energizante. Aqui também, a qualidade do aspecto depende dos planetas envolvidos, e o que cada um faz dele. De um modo geral, uma oposição entre dois planetas cria uma tensão entre eles, que normalmente tem resultados positivos.

 

Quadratura - 90°

        A quadratura é considerada como um aspecto desarmonioso. Os planetas envolvidos parecem estar "bloqueados". Os problemas resultantes de uma quadratura são recorrentes como uma moeda viciada. A dificuldade está em conciliar as duas forças que se querem mover em direções completamente opostas. Normalmente isto toma a forma de desejos e necessidades que são mutuamente opostas.

 

Trígono - 120°

        O trígono é um aspecto harmonioso. Os planetas envolvidos trabalham juntos de uma forma complementar, enriquecendo-se um ao outro. Os trígonos mostram onde estão os seus talentos naturais. Se depois fazemos uso deles ou não, depende só de nós.

 

Sextil - 60°

        O sextil tende a ser um aspecto harmonioso, dependendo é claro dos planetas envolvidos.  

 

Aspectos menores

        Para além dos aspectos maiores mencionados acima, também existe um número de aspectos menores. A maior parte destes são subdivisões dos aspectos maiores. Os aspectos menores contribuem com profundidade e detalhe no quadro geral. As órbitas permitidas para os aspectos menores são muito menores do que as usadas para os aspectos maiores. (ver tabela abaixo). Os aspectos menores mais comuns são:  

Semiquadratura - 45°, desarmoniso.  

 

 

Sesquiquadratura - 135°, desarmoniso.

 

Semisextil - 30°, neutro.

Quincúncio ou Inconjunção - 150°, neutro. 

 

Quintil - 72°, harmonioso. 

 

 

 

Metodologia: Interpretação de Trânsito com abordagem de equilíbrio.

        Trânsitos e progressões revelam o ciclo de desdobramento do potencial inerente dentro do mapa natal, e marca pontos de virada ou momentos de tomada de decisão. Usando a abordagem da "transformacional", o trânsito é, portanto, visto como o fornecimento de oportunidades de crescimento. Nenhuma tentativa é feita para pré-determinar o futuro do cliente em termos específicos. O foco é psicológico e orientado para o processo em oposição ao evento apresentado.

        Esta abordagem permite que o cliente olhe para sua vida e faça suas próprias conexões. A seguir demonstra o princípio básico de olhar para o trânsito a partir de um "transformacional", cura ou perspectiva de crescimento.

 

Quando Saturno transita - oferece oportunidades para se tornar mais realista e responsável, que nos permite priorizar a trabalhar mais no sentido da realização de projetos e superação de obstáculos. Aplicando os princípios de foco, estrutura, dedicação e disciplina, e reconhecendo o valor resultante de uma maior compromisso e realização. Um tempo para estabelecer a nossa identidade, para amadurecer, para planejar e avaliar e manifestar os nossos objetivos e ideais em uma forma sólida e concreta.

 

Quando Quíron transita com ele próprio - oferecem oportunidades para facilitar a cura de outras pessoas, sendo curados, liberando as feridas de uma pessoa, aprendendo através da doença e do sofrimento, contatando e liberando profunda dor, orientar os outros, ou a ser tutelado, aprendendo a se tornar filosófico sobre a vida e suas feridas, integrando a polaridade oposta construindo pontes e efetuando a reconciliação. Um tempo para curar e ser curado.

 

Quando Urano transita - Oferece oportunidade para libertar-se de estruturas caducas que impedem o crescimento, despertando uma nova forma de ser, sentir, fazer singularidade de um contato, individualidade, senso de verdade e criatividade pessoais. É hora de usar a mente, para experimentar, de se envolver em atividades humanitárias, atividade em grupo, política, ciência, computadores.

 

Quando Netuno transita - Fornece uma possibilidade de contato com um lado mais compassivo e espiritual para a própria natureza, um despertar da sensibilidade, inspiração criativa, e o desejo de mergulhar no Divino. A oportunidade de se conectar com um propósito maior coletivo ou mais espiritual, através de dedicar a própria energia com um espírito de serviço abnegado e devoção. Um tempo para assistir sonhos, para abrir o coração, a vislumbrar novos ideais, ser imaginativo, entrar em contato com a musa.

 

Quando Plutão transita - proporcionam oportunidades para aprofundar e intensificar enormemente a compreensão da vida, para explorar as partes mais profundas de si mesmo, a viagem no reino inconsciente da vida e se conectar com um sentido mais profundo da experiência e de vontade própria, e de propósito.         Aprender sobre energia e sentimentos poderosos, aceitar e se adaptar às mudanças e transições de vida. Aprender a deixar ir e confiar. O tempo para buscar a autotransformação, por meio da psicoterapia, encontrando a criança interior ferida, as interações profundas com os outros. Um tempo para liberar o passado e o velho, e renascer em um novo senso de self.

        Haverá aqueles que afirmam que qualquer tentativa de exercer sua vontade, responsabilidade e capacidade de escolha é o último ato de arrogância.         Há outros, de cunho psicológico particular, que temem que o foco em uma abordagem transformacional ou escolha centrada mais pode levar a uma negação ou rejeição do lado escuro dos aspectos da vida e nos lembram da necessidade de abraçar no escuro, bem como a luz na nossa natureza e na vida.

        Uma abordagem terapêutica e ou de coaching fornecerá subsídio para o reconhecimento da fonte que causa a dor e o sofrimento. Uma abordagem "transformacional" levará a reconhecer a divindade dentro de si que possuí o potencial inerente do crescer e assim, talvez o dedicar de nossas vidas a grandes propósitos.

        É o processo e o ato de exercer o livre arbítrio de alguém ou capacidade de fazer escolhas criativas e transformando em decisões de extrema importância para o equilíbrio. Essa é a parte poderosa. Nós fazemos nossas escolhas e decisões e o resto irá tomar seu curso misterioso.

        A idéia é cada um adequar sua técnica terapêutica para elevar o equilíbrio do cliente para a compreensão da sua dor e levá-lo ao equilíbrio – ou seja, alcançar o seu curador.

        Pode-se lançar mão de ferramentas como os florais, aromas e técnicas de respiração como o renascimento.

        Como mencionei no início, a minha idéia é relembrar que temos nossas fragilidades e assim também como terapeutas reconhecermos que devemos buscar a compreensão destes aspectos, para que possamos ser excelentes terapeutas e assim cumprir com nossa grande missão de sermos uma ferramenta de equilíbrio ao outro. Levando-nos a nós mesmos e o outro ao encontro de si.

 

Conclusão

        Estamos desde 2011 na regência de Quíronn em peixes e vai até março de 2019. Ou seja, 9 anos intensos para que possamos em questão de humanidade reconhecer nossos grandes desequilíbrios e trazer a tona à consciência de equilíbrio.

A fonte principal é o amor.

        O propósito de terapias voltadas para esse nível centáurica / Quíronica, portanto, é para restaurar essa união de mente e corpo, curando ou dissolvendo a fronteira entre os dois. Fazemos isso através da expansão de nossa identidade a partir do ego e sua visão ampliando a visão no sentido centáurica. Tocando e re-possuir nossos corpos projetados. Este é o ponto crucial do equilíbrio e do aprendizado de equilíbrio ao nível de centauro.

        A Psicoterapia holística é uma modalidade de terapias de corpo centrado, como hatha yoga, terapia da polaridade, e integração estrutural.

        Há 6 anos me oriento em minhas anamneses com o estudo da posição do Quíron nos mapas dos clientes e percebendo claramente a rapidez com a qual o mesmo percebe onde origina seu principal desequilíbrio. Facilitando o entendimento do cliente em seu caminhar terapêutico.

Deixo aqui um link para que tenham oportunidade de conhecer mais a respeito deste novo legado que ainda há muito pra explorar.

 

Curiosidade pertinente.

Este conteúdo foi retirado na integra da Internet.

Segue o link para quem desejar ler. http://www.astrosreis.com.br/netuno-e-quiron-em-peixes/

Quíron esteve em Peixes na década de 60 (1960 -1969). Esta foi a geração chamada de “flower children” – Os Filhos da Flor, e esses indivíduos agora estão na faixa etária dos 46 a 52 anos. Eles estarão vivenciando seu primeiro e único retorno de Quíron em Peixes. Este será um trânsito tremendamente espiritual, em que teremos a chave que abre as portas para nossa verdadeira essência. A década de 60 foi marcada por diversas manifestações culturais e artísticas e movimentos pela paz, amor e liberdade; houve vários avanços tecnológicos e o surgimento das drogas psicodélicas; mas também houve o colapso da sociedade com o início de guerras e uma onda de opressão por governos militaristas....

 

Grata pelo o universo neste momento pela a inspiração de trazer este assunto como tema de relembrança e ou de conhecimento.

 

BIBLIOGRAFIA

Reinhart, Melanie., Quíron ea jornada de cura. 1989.

Sasportas, Howard., As Doze Casas. 1985. pp 345-352.

Stein, Zane B., Chiron Interpretação (2 ª edição). 1983.

Grande parte da conclusão foi pesquisado na Internet.

Onde deu origem ao meu curso de Aromagia à distancia – onde ensino criar os perfumes sobre os aspectos de um mapa astrológico.

 

Tags: aconselhamento, Astrologia, quiron
Última atualização:
2013-06-13 13:31
Autor: :
Celi Coutinho - Terapeuta Holística - CRT 21270
Revisão:
1.0
Avaliaçãoo mídia:0 (0 Votos)

Não pode comentar este artigo

Chuck Norris has counted to infinity. Twice.

Registros nesta categoria

Tags